16:29, 20 dez 2016
Leis

Fecomércio e Faciet pedem redução no porcentual do diferencial de alíquota

Notícia

Com o objetivo de sensibilizar o governo estadual e protocolar o documento que pede a modificação na Lei nº 3.106 de 2015 que versa sobre a redução da base de cálculo da alíquota do ICMS para empresas do Simples Nacional, os presidentes das instituições que defendem os interesses do setor de comércio no estado, Itelvino Pisoni, representando a Fecomércio, e Fabiano do Vale, representando a Faciet, estiveram nesta manhã no Palácio Araguaia e na Secretária de Fazenda.

Os presidentes das entidades foram recebidos prontamente pelo governador Marcelo Miranda e pelo secretário, Paulo Antenor. “Nós enquanto representantes dessas entidades que tem como missão a defesa dos empresários do comércio precisamos expor ao Governo do Estado os impactos desta medida e as dificuldades pelas quais passa este setor produtivo, que é um dos principais geradores de emprego e renda do Estado”, explicou o presidente da Fecomércio, Itelvino Pisoni.

O presidente da Faciet, Fabiano do Vale, entende que as empresas precisam de um fôlego neste momento de crise. “As empresas do Tocantins precisam de mais um tempo para se adequarem a este imposto que gradativamente vem aumentando. Nós fomos muito bem recebidos por ambos, tanto o governador quanto o secretário da fazenda. A ideia é que este nosso pedido seja aceito pelo governo para que seja prorrogado o prazo desta isenção. Nós fomos muito bem recebidos por ambos”.

O documento foi protocolado também na Assembleia Legislativa. Os representantes do Governo Estadual disseram que irão avaliar em conjunto este ofício e que uma resposta breve seria sinalizada para as instituições nos próximos dias.

(Camila Takahashi – Ascom Fecomércio Tocantins)