16:31, 26 jan 2018
Geral

​Contratações superam demissões em mais de 3 mil vagas no Tocantins

Notícia

Na contramão do cenário nacional, o Tocantins registrou saldo positivo com 3.759 vagas criadas em 2017. No Brasil, o déficit superou os 20 mil postos de trabalho com carteira assinada. O cálculo é feito a partir da diferença entre as admissões e os desligamentos feitos entre janeiro e dezembro do ano passado, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira, dia 26.

Ao todo, foram 69.710 contratações e 65.951 demissões no Tocantins, nos oito setores pesquisados: extrativismo mineral, indústria de transformação, serviço industrial de utilidade pública, construção civil, comércio, serviços, administração pública e agropecuária.

Os maiores saldos (diferença entre admissão e demissão) foram registrados nos municípios de Araguaína, com 1.302 vagas, sendo que deste total 96% dos empregos foram criados no setor de serviços. Com esse resultado, a cidade ficou entre as 50 do país que mais criaram vagas formais. E seguida vem Arraias, com 482 vagas (53% também do setor de serviços); Paraíso do Tocantins, com 419 e Palmas, com 384 postos de trabalho.

Admissões e Demissões

No Tocantins, o setor de serviços registrou 20.829 contratações e deu baixa em 19.527 carteiras de trabalho. Já o comércio contratou 19.878 e demitiu 18.897. Juntos, os setores são responsáveis por mais de 60% das vagas criadas em 2017.

No país, foram realizadas 14.635.899 contratações e 14.656.731 demissões em 2017. Entre os setores que mais contrataram estão: comércio, com 40.087 vagas formais, agropecuária, com 37.004 e serviços, com 36.945 empregos.

(Ana Caroline Ribeiro – Ascom Fecomércio Tocantins)